Depois de nove meses você vê o resultado

Já dizia Beto Jamaica e seu Cumpadre Washington: depois de nove meses você vê o resultado! Mas calma, antes que perguntem, estou falando dos nove meses de #projetodri40 que vou completar semana que vem! E vim falar dos resultados que envolveram não apenas a vontade de emagrecer, mas uma mudança completa na vida da Dri (acho que vocês já repararam na minha mania de me auto referir na terceira pessoa né? Um dia escrevo sobre isso também).



Vamos por partes: eu iniciei o projeto dia 01/07/2014, no auge do inverno, com uma coisa na cabeça: vou pagar apenas um mês de academia porque eu duvido que eu consiga ir um mês inteiro (pra vocês perceberem o quanto eu estava "animada").

No primeiro mês o que aconteceu com o meu peso e o meu corpo indo cinco vezes por semana na academia? Nada! Absolutamente nada! Eu estava com os mesmos 72,3 Kg e o mesmo panceps avantajado. Aí eu resolvi me proporcionar uma segunda chance.

Através de uma amiga, recebi a indicação de uma nutricionista e resolvi me consultar. Chegando lá, ela me avaliou e definiu que o meu peso desejável inicialmente seria de 66 Kg. Mas aí veio a melhor parte de ter escolhido ela para me ajudar: não me prescreveu dieta e sim um plano de reeducação alimentar, que me adaptei com certa facilidade. No início tive a impressão que comia duas vezes mais do que antes, mas com muito mais qualidade.

E então renovei o plano da academia por mais um mês. Meus instrutores na época começaram a me incentivar a continuar e a pegar mais firme nos treinos (confesso que eu tinha preguiça de aumentar a carga e de correr na esteira).

Mas quer saber, eu já estava lá, então resolvi dar o meu máximo no segundo e terceiro meses. E aí chegou um dia temido por mim: a reavaliação física!

Eu estava com muito medo, pois eu não tinha me pesado muitas vezes (apenas nas consultas da nutricionista). Quando começaram a medir minhas dobras cutâneas eu finalmente percebi que a dupla atividade física e reeducação alimentar era imbatível.

A partir dalí peguei gosto pela coisa. Comecei a querer mais, a me propor novos desafios, inclusive participando de duathlon na academia. Meu novo treinador intensificou os treinos e meu peso ficou nos 66Kg que minha nutricionista tinha proposto.

Mas aí os dois lados, tanto os instrutores da academia quanto a minha nutricionista, decidiram que eu podia ir mais longe e abaixaram meu peso alvo para 64 Kg. E três meses depois eu estava lá, novamente animada porque eu tinha conseguido de novo (atualmente estou na casa dos 63). O plano da academia passou para anual e tive alta da nutricionista por seis meses (mas estou com saudade dela e vou marcar para ir nos próximos dias).

No momento faço um treino avançado de hipertrofia, dividido em três grupos (posteriores, quadríceps e superiores) e tenho maior controle sobre a minha respiração. Minha voz está mais firme, alcançando notas com maior precisão (viva o fortalecimento dos músculos abdominais).

E teve também minha mudança externa né? Estou aparentemente "magra" (meu percentual de gordura ainda não tá essa Brastemp, mas enfim, vai melhorar), mudei o cabelo, sorrio com mais facilidade, meu guarda-roupas precisou ser todo renovado e meu pé tá cabendo nos 37 (gente, eu calço 38, faz sentido o pé emagrecer?).

E tem também a parte pessoal. Eu sou formada em Direito pela UEM (não poderia deixar de mencionar que graças a Deus eu sou da 32), mas depois de concluir o curso eu percebi que sou muito mais das artes do que das leis e não dei continuidade aos estudos, não fiz nenhum concurso novo (já sou servidora pública num que prestei durante a faculdade) e agora tenho um novo plano de carreira que tem me feito uma pessoa um pouco mais empolgada!

Depois de ter chegado até a minha calça 40 (se não viu meu post sobre a metáfora da calça clique aqui) eu me sinto finalmente um peixe dentro dágua. E depois de nove meses posso afirmar que renasci e estou indo em busca de todos os meus sonhos! 

Por hoje é só! 
Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário