E a Dri não desanima nunca? Desanima sim!

Nem tudo são flores quando o assunto é persistência. Existem dias em que o simples ato de sair debaixo dos lençóis é torturante e confesso que estou numa fase dessas - e não apenas por ser segunda-feira.

Fazer o treino-nosso-de-cada-dia é de longe um dos maiores desafios que já enfrentei na vida. Sabe por quê? Porque depende só de mim e vai trazer benefícios única e exclusivamente a mim. E nós, humanos somos extremamente suscetíveis a alterações de humor, de emoções e isso influência diretamente na capacidade de manter o foco.

Mas aí você deve estar se perguntando: a Dri chutou o balde? Abandonou o projeto de ter um corpo e alimentação saudáveis? A minha resposta é: jamais! Por mais cansada, psicologicamente me sentindo um pouco mais fraca, não abro mão da minha terapia diária de endorfina em doses cavalares.

Nas últimas semanas a alimentação também ficou prejudicada, especialmente porque foi um período de comemorações, então aquele portinho de brigadeiro a mais valeu a pena até o último granulado. E sim, eu mereço aquele brigadeiro, porque sou humana e tenho fraquezas, tenho momentos em que a dieta é menos importante que o prazer de comemorar com as pessoas que me aturam diariamente (e olha que o meu temperamento não é dos mais fáceis).

Então todos os dias eu acabo vencendo a luta contra a falta de coragem, visto minha cara de poucos amigos, mas luto para estar cada dia mais próxima do meu objetivo. Ser disciplinada dói, cansa, estressa. Mas a recompensa chega e quando chegar, precisamos estar preparados para saber aproveitar da melhor maneira possível!



PS: eu e meus antes e depois para motivar um pouco minha mente que às vezes cogita desistir.

Beijos e até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário