Eu não quero ser magra

Nessa semana pipocou na minha linha do tempo do facebook um texto escrito pela Ruth Manus para seu blog no site do jornal Estadão cujo título é "Como assim você não  é magra?" (para ler o texto dela clique aqui).

Aí você olha alí em cima no título da minha postagem e pensa:-A Dri tá doida! Ela está há meses em processo de emagrecimento, fica postando direto sobre isso no Instagram, Facebook , tem até um blog que só fala nesse assunto e agora fala que não quer ser magra? Pirou! Ela caiu em contradição! Ela quer ser magra sim, não tá vendo as fotos de antes e depois? Fica aí falando que perdeu um monte de peso, reduziu medidas e depois fala que não quer ser magra? Conta outra!

Não, eu não pirei e tampouco estou me contradizendo. Aliás, alguma vez eu já postei dieta aqui? Série de exercícios? Receitas detox milagrosas? Não e a resposta continuará a ser sempre não! Porque o #projetodri40 tem muito mais a ver com o meu estado de espírito do que propriamente com o meu peso. Eu não sou e nem nunca vou ser magra nos parâmetros de passarela. Eu nunca vou usar um jeans 36 e tampouco pestar 50 quilos. Não é a toa que o projeto é Dri "40" e que segundo a Ruth Manus não é coisa de gente magra, como nesse trecho do texto:

"Calça tamanho 40. Você tem noção disso? Você está usando QUARENTA. É uma ilusão achar que você pode ser feliz assim. Não sei como você tem coragem de entrar numa loja e pedir isso."

Sabe que tipo de pessoa eu quero ser?  Uma boa colega de trabalho, boa filha, irmã, amiga, namorada, com saúde, sem preocupações, sonhadora, atrapalhada, dedicada, responsável, interessante, engraçada, prestativa. Magra não têm vínculo nenhum com essas qualidades. Emagrecer não me tornou mais mulher do que quando eu era mais gordinha, tampouco atribuiu qualidades que eu já não tivesse. Eu só não estava satisfeita com o meu peso de antes e com a falta de saúde de antes, no entanto o objetivo nunca foi ser magra. A Dri com 75 quilos tinha exatamente a mesma capacidade que a Dri com 63Kg. A única coisa que mudou foi que eu descobri que sou persistente e que quando tenho um objetivo sou capaz de alcançar. Mas ser magra não me qualifica nem me torna melhor preparada para nada. 

Então vamos parar de buscar a "magreza" e vamos buscar a felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário